Jogos Digitais e Crianças – uma Nova Perspetiva

Atualmente, a maioria dos professores considera que a Internet apresenta problemas de dimensão tão considerável quanto a das soluções que cria. A crença generalizada é de que as capacidades de raciocínio e de análise das crianças tendem a tolher-se pelo facilitismo que a Internet oferece na procura de respostas prontas e pelo défice de atenção que se tem generalizado entre os mais novos, na sala de aula.

No entanto, as escolas continuam a incorporar as novas tecnologias de informação e comunicação nos seus métodos de ensino, pela prevalência da opinião de que os videojogos e os média digitais motivam os alunos e promovem a aprendizagem.

Aqui ficam os principais argumentos das fações em disputa:

Desvantagens dos jogos digitais

  • Os jogos digitais são acusados de estimularem a agressividade infantil numa idade bastante precoce. Os que envolvem imagens violentas despertam pensamentos, sentimentos e comportamentos agressivos, diminuindo a capacidade de inter-ajuda;
  • Os jogos viciam e tget-paid-bitcoin-for-playing-gamesornam as crianças fisicamente inativas, aumentando a obesidade e os desvios de coluna;
  • O hábito de jogar é motivo de exclusão social. Disfunções psíquicas como o comportamento impulsivo, a depressão e a ansiedade são atribuídas à sua prática excessiva, tal como a dificuldade de manter a concentração por longos períodos de tempo;
  • As crianças são suscetíveis de assimilar comportamentos pouco aceitáveis através de alguns jogos, cujo conteúdo não são capazes de filtrar adequadamente;
  • Os jogos digitais reduzem a qualidade do desempenho escolar.

Vantagens dos jogos digitais

  • Pela coordenação física que requerem, os jogos digitais melhoram as capacidades motoras e sensoriais das crianças;
  • Os jogos digitais com múltiplos jogadores desenvolvem uma atitude de competição construtiva e, no caso dos jogos colaborativos, de trabalho em equipa. Apesar dos efeitos visuais violentos de muitos deles, alguns dos melhores jogos promovem a aceleração do pensamento, devido à sua dimensão criativa e às interações sociais que inspiram.

Em suma, os jogos suscitam o desenvolvimento das capacidades de colaboração, inovação, produção e “design”, estimulando os novos processos de aprendizagem para que o século XXI nos desafia.